O jeito certo de ser mãe é pessoal

Vou falar uma coisa séria sobre opinião, ela é boa quando mora dentro da educação. Mãe de primeira viagem ou que já tem um ou dois filhos passam por estas coisas, as chamadas intromissões. Toda ajuda é bem-vinda, quando se é respeitada a individualidade. Não existe só um jeito, ainda mais quando se fala em ser humano. Primeiro porque cada bebê é único, mesmo sendo dois : ).

As máximas “o meu filho já toma Mucilon“, “o meu dei Danoninho e não tem nada“, “ah mais eu já fui mãe de um monte de filho, sei bem como é isso“, e por aí vai, que bom, mas vamos falar de educação, cada escolhe sobre a vida do seu filho. Normalmente uma criança tem acompanhamento médico, qual os pais confiam, cabe aos responsáveis seguir as normas quais deseja para os seus filhos. A opção deve ser respeitada, muito mais se está dando certa. A troca de experiências é algo vantajoso, a comparação e imposição são coisas que só tendem a tornar o ambiente inconveniente.

Quem está na lida com a criança é que realmente sabe o que é bom ou não para ela, qualquer coisa que foge ao contrário pode sim ser falada, mas existe a maneira certa, educação e bom senso sempre. Há pais que amam a chamada “criação com apego“, o “método montessoriano“, “técnicas francesas“, o “ambiente de rotina“, sabe o que escolhi o meu pessoal, procuro o que acho bom e que encaixa na minha vida e na deles. Priorizo o respeito, o amor, principalmente os ensinamentos cristãos, e principalmente cada bebê tem sua personalidade, eles não são “massinhas de modelar”.

E todo mundo tem seu lugar, vó é vó, tia e tia, por aí em diante, e mãe é mãe, pai é pai, são hierarquias que devem ser respeitadas para um bom convívio familiar. E como sair do conflito, tente dialogar, colocar limites, com educação, porque faz bem para todos. Filho não é sobrecarga, o que deixa as coisas pesadas é falta de sabedoria e administração, da forma como lidamos com as coisas e as pessoas. A paz reina quando existe o respeito e amor. Opinião bem-vinda quando é pedida, eis a grande dica.

O ser humano é único, por isso não existe fórmula, existe viver.

“Não sou cego, nem surdo, nem mudo,
mas finjo de tudo isso para não partir para violência.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s