Um bebê bem calminho

Blog reativado! Vamos lá! Mas é uma tentativa, das melhores possíveis. Não que os gêmeos ocupam todo meu tempo, imagina, só quase tudo mesmo : ). Mas o tempo foi para eles mesmo, também para mim, a pausa foi merecida e necessária. Saudades do compartilhar…

Talvez este espaço vire bem coisa de mãe, mas nem tanto, tenho outras coisas do cotidiano, viagem, trabalho, amor, maquiagem e outros apetrechos da vida. A pergunta que não quer calar: Peso, voltou ao normal? Sim, estou com o peso antes de engravidar dos gêmeos há mais de um mês. Abdômen negativo? Nãooo, aí vai precisar de mais um tempo, normal, para falar verdade achei que seria bem mais complicado, na verdade foi tão tenso fim de gravidez, parto prematuro e UTI que nem lembrei, quando vi já era. (Porém ninguém merece perder peso assim)

5

Este lindo aí é o Levi meu gemelar mais velho ( dois minutos de diferença). Entre as coisas legais sobre maternidade é que filho não vem com manual de instruções, e nem é igual um ao outro ( nem quando são os chamados gêmeos idênticos). E você se entende com seu filho? Sem covardia, às vezes nem tudo é fácil na maternidade. Aí entra amamentação, e também um bebê no colo, que dependendo ou não se mama no peito ou na mamadeira você fica confusa com tanto nervosismo e choro.

Bebê de termo ou prematuro se comunica com o mundo só de uma forma, inicialmente, chora! E às vezes chora muito e do nada. E o que dizer de um bebê super estimulado. E o que tenho passado com meus pequenos, em especial o Levi, (entendeu porque precisava de um tempinho). Normalmente um bebê nasce, chora e vai para os braços da mãezinha nas primeiras horas. E como fica a história de um bebê que vai para UTI?
Não vi, nem toquei eles quando nasceram, no outro dia que pude ir na incubadora, cheio de aparelhos ( baque total!). Destas histórias de fé e amor. E o contato com eles, de colocar no colo foi apenas uma semana depois do parto, ainda na UTI. Ia todo dia, ficava lá com eles, mas é diferente de ter um filho, e dois dias depois está no seu peito amamentando ou mesmo no berço ao seu lado.

Primeiro fato, o vínculo passou por várias etapas, e entre elas estavam vários procedimentos médicos, tratamentos, como respiradores ( CPAP), incubadora, exames de rotina (sangue, liquor, ultrassons e demais) em um bebê bem pequeno. E foram quase dois meses de convívio numa UTI com barulhos de aparelhos, muitos profissionais ( humanos, carinhosos, porém não mãe e nem pai). Após isso de um bebê tão estimulado, com uma rotina pesada de hospital, hora de ir pra casa.

4

Um bebê tão fofinho, lindo, mas tão nervosinho, assustado, que chora querendo colo, parece que está com medo de que o deixe. E o relacionamento se faz com confiança, dia a dia se faz uma nova rotina. E deste partilhar muitas mamães e papais sabem muito bem. Mas estamos conseguindo, fica para próxima mais sobre estas coisas boas da vida.

Dá um sorriso Levi ! Só pra mamãe : / ( é bem assim mesmo)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s