Se reinventando para fazer história

Imagem

Um dos emails mais gostoso que já li foi o que recebi da Diana Demarchi, mãe do Bernado e da Natália, blogueira e gente competente. Talvez uma das frases mais interessantes é “Filho traz seu pão debaixo do braço.” Isto é em ordem financeira, mas também que dá para pensar em outras situações que envolve a maternidade. Quando uma barriga cresce, também cresce opiniões, comentários e sugestões, que é tão diferente de conselho. Este sim é como uma rosa no final do dia, nos alegra e renova a alma.

É palpite do nome que escolhe, a posição da sua barriga. Muito obrigada, mas existe um limite entre o que acha e a minha vida. Não quero ser grosseira, nem sou, uso há tempos a tática do filtro, escuto o que desejo, respondo como não quero ( ou seja, sei ser educada). Mas nome de filho quem escolhe é pai e mãe, é assim que acredito, assim como o direito de ter dois, três ou quatro filhos. Depois dos gêmeos você encerra, juro que eu e meu esposo nem pensamos nisso. Às vezes aquele que faz de bobo, também tem sua face de cinismo, “Engraçado eu pensei em ter mais um daqui há dois anos, imagina que existe até a possibilidade de ser gêmeos de novo, até mais,rs” ; ).

Enfim, parece bobeira, mas tem tanta gente hoje dando palpite na sua vida. E como uma grávida sofre, uma hora está magra demais,para outros é a gorda. Na boa, eu tenho ginecologista, nutricionista e de bandeja uma cunhada enfermeira que me tira dúvidas. Sei do meu peso e do meu IMC, e que estou muito bem obrigada, bem abaixo do limite, e a barriga são de dois nenês, saudáveis, graças a Deus. Para quê mais, um marido que me enche de elogios, beijos, atenção e carinho. Dois nenês sapecas que fazem a festa por aqui, ou seja, está tudo bem obrigada.

Não sou obrigada a gostar de rosa e de azul, de papel parede de ursinho e faixa de borboleta, de padrões e de coisas fru frus, acho legal mesmo e muito mesmo  arte descolada, cores e um bom retrô, ambientes clean também chama atenção. E nome, ai ai, tem história, como cada um tem direito a construção da sua. O que me importante, para outros não passa de frescura, e o que lhe é fútil, para mim é tão útil.

Oi?! Ah sim, agradeço a sua preocupação, mas se eu tiver quatro ou cinco filhos vou lutar sim pela sua boa educação, e da mesma forma como amei esporte antes, vai continuar, a vida é assim, cada um possui de Deus o que lhe é capaz.

Ajuda e bons conselhos, estes não podem faltar, porque imagina, desta vida não quero nem um pouco de rotina, e sei que do muito não sei de nada. Mas impor a sua vida na minha, conta outra história, a começar da sua. Porque filho vem sim com seu pão, com sua história e a sua vida, e isto não depende só de mãe e pai, só que deles vem a maior parte, o que dá o direito inclusive de lhe escolher um nome. Se não está na moda as minhas preferências, que coisa, mas ser autêntica, ao menos isto, sempre foi tendência.

Obrigada aí sim pela preocupação, estas palavras são de coração, porque gravidez tem suas novelas, e opiniões, quantas opiniões. Mas quer ser especial, nem precisa trazer uma rosa sempre,mas seja gentil usando palavras como pétalas, cheirosas e belas para encantar o dia. Que vem junto com os gêmeos, ha ha, até opiniões são em dobro,serei paciente : ).

barriga

“Eu conto as horas pra poder te ver  …” (1,2,3,4 meses e positividade)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s