Para fim de ano doce, suspiro

Image

Suspiro, (pausa para o hum), o docinho gostoso que derrete na boca, pode ser uma opção barata, fácil e versátil para o cardápio das festas de final de ano e até auxiliar na decoração.

Receita de Suspiro

5 claras (ovos)
4 xícaras de acúcar
casca de limão taiti grande (pode siciliano também)

Bata as claras em neve, até ficar bem consistente, para isso acrescente aos poucos o açúcar. Após pronto rale um pouco da casca do limão. Coloque numa refratária untada, asse por 10 a 15 minutos no forno 100ºC.

O suspiro pode ser colorido e ter toque de sabor, sendo aromatizado e decorado

Pedacinhos de frutas secas, como laranja por exemplo

ImageAs variações podem ser experimentadas,cravo,abacaxi,chocolate

Image

Suspiro é parte da sobremesa, na taça merengue de morango

Image

Taça Merengue – Morango, calda de morango,creme de leite ou leite creme (já postei a receita,, é a opção que mais uso e gosto),chantilly e suspiro intercalados em camadas de sabor, que também pode ser de abacaxi, maracujá ou outra fruta cítrica da estação.

Cestinha de suspiro – é o docinho que mais agrada nas festinhas das crianças, fácil de fazer, agrada convidados de todas as idades, e a modo de fazer, a decoração e os ingredientes podem variar de acordo com o tema da festa. Dia dos namorados, coração de suspiro agrada, nas festas das crianças, pedacinhos de frutas ou geleias, para coquetel o sabor de um chocolate amargo fica marcante junto com o doce suspiro que derrete.

O molde pode ser feito no papel (manteiga próprio para assar) se quiser manter um padrão

Image

Faça o suspiro no formato que escolher, pode ser simples

Image

 Depois acrescente o recheio,frutinhas importadas ou da estação 

Image
Opção mais simples,a cestinha é feita com o bico de confeiteiro, depois de assado (mesma receita do suspiro), coloque o recheio que preferir. Para cardápio de casamento,aniversário, festinhas e também pode agradar no final do ano. Recheio mousse de maracujá e limão.

Image
Paplovas individuais para surpreender seus convidados 

Image
É um dos doces mais famosos do mundo, ícone da confeitaria. Está presente em vários países, Europa, América do Norte e também do Sul. Além de bonito, gostoso e também fácil de fazer, porém tem alguns segredos, como a paciência. A Paplova teve origem na Nova Zelândia (apesar de que a Austrália contesta isso) em 1920, feito em homenagem a visita da bailarina russa Anna Pavlova (de onde surge o nome). 

Receita de Paplova tradicional

Para o suspiro, são 4 claras, 250 gramas de açúcar, 2 colheres de chá de amido de milho (pode ser 1 de fécula de batata e uma de amido de milho),1 colher de vinagre branco (quanto melhor o produto, melhor).

O modo de fazer o suspiro não muda muito, inicie pelas claras, depois acrescente o amido aos poucos ( que podem ser misturados com açúcar), a colher do vinagre. O açúcar deve ser colocado aos poucos. O suspiro não pode ficar muito duro, mas também não tão mole, precisa estar firme. Deve ser assado numa forma de fundo removível, mais ou menos 20 cm de diâmetro, coberto com papel manteiga (próprio para forno). Forno pré-aquecido, 180º, asse por cerca de 1 hora, 1h15. Ela fica crocante (meio quebradiça dos lados) e por dentro fica fofinha.

Para opções individuais, tenha conhecimento do seu forno, porque pode variar temperatura e assim também o tempo que vai levar para assar. Use sempre o papel manteiga, para que não queime e facilite a desmontagem.

A cobertura e recheio tradicional leva 500 gramas de creme de leite fresco ( aqueles que ficam expostos na geladeira de frios do supermercado),100 gramas de fambroesa (neste período alguns supermercados vendem), 100 gramas de morango, 100 gramas de kiwi,100 gramas de pêssego em calda, polpa de dois maracujá, açúcar confeiteiro para polvilhar. 

Quando desenformar o suspiro da paplova ( nunca quente). O doce deve esfriar completamente, se possível num lugar com pouca corrente de vento, dentro do forno não é muito bom, porque pode queimar ou passar do ponto. Após frio, coloque o creme de leite e acrescente as frutas, de forma decorativa e finalize com o açúcar.

Dá para variar o recheio? Normalmente prefiro a paplova só com morango e maracujá, já agrada e muito os convidados, além de ser mais simples e econômica, em porções individuais. Mas a tradicional pode ser sugestão para sobremesa na ceia de Natal e Ano Novo. Receitas testadas, aprovadas, queridas e pedidas por aqui. : )

Um final de ano muito doce

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s