Cuidados para pacientes com câncer

Imagem

Dia 17 de setembro agora vai fazer 5 anos que minha mãezinha morreu vítima de um câncer de ovário. E claro saudades tenho todos dias, mas aprendi que ser feliz, viver de acordo com as coisas lindas que ela me ensinou é a forma mais linda de homenagear o presente de Deus que ela foi na minha vida.

Entre o diagnóstico e a morte dela foi quase um ano, entre muitas batalhas, envolvendo cirurgia, sessões de quimioterapias, internações e muitas outras lutas que um paciente e seus entes queridos precisa enfrentar. Resolvi então compartilhar algumas coisas bem delicadas que vivi e sei também que muitos pacientes e seus familiares enfrentam no dia-a-dia com o câncer.

Diagnóstico – De fato é uma notícia que ninguém espera. O câncer tem sim seus fatores de riscos, fumantes por exemplo, mas não significa que alguns estão livres. Minha mãe sempre teve uma vida muito regrada, nunca fumou e nem bebeu, alimentava-se bem e praticava exercícios. Mas o motivo? Na vida é melhor perguntar para quê? Todo mundo está suscetível ao câncer, seja ter a doença ou conviver com uma pessoa próxima vitimada. Uma grande ajuda neste período de fato é o apoio e isso significa respeito, estar presente de fato.

Tratamento – O tratamento contra o câncer varia muito, e isto não significa ter o não dinheiro, sim às vezes um plano de saúde e bons profissionais serão fundamentais. Assim como o diagnóstico o tratamento quanto mais rápido for feito melhor será para impedir o avanço da doença. Existe uma escala adotada pela sociedade médica de acordo com o estado do paciente. Há o tratamento paliativo e o curativo. O primeiro diz a respeito de minimizar o sofrimento do paciente e garantir uma sobrevida melhor. E sim há câncer que será curado com mais facilidade.

Mundo de um paciente de câncer tem outros tons – São muitas etapas, que varia muito de pessoa e situação. Minha mãe inicialmente teve um caso de depressão muito forte. Com ajuda de uma psicóloga e de médicos ela teve uma boa melhora, conseguiu até avanços em relação ao tratamento.Mas depois por algumas situações até mesmo do seu quadro físico (grande perda de peso, queda total dos cabelos e estresse) ela teve uma crise mais forte depressiva chegando a negar remédios e intervenções, não acreditando mais nos médicos. A agressividade, revolta, depressão são alguns problemas que enfrentam os pacientes. E nesta hora quem está por perto deve ser muito forte, chorar na frente de um paciente e perder a calma é algo “proibido”.

Cotidiano – Uma das coisas lindas que o câncer lhe proporciona é dar valor a cada dia, a cada conquista. Porque realmente é assim, um dia seu familiar pode estar na varanda rindo contigo, pode almoçar toda a comida e no outro dia ele não vai conseguir levantar da cama. No caso das internações da minha mãe, que foram várias, foram muitas mortes que testemunhei. Amizades que você faz e que vão embora. Para um paciente com câncer é triste ver um companheiro de luta morrendo, para que acompanha também é. O câncer te faz ver com outros olhos e dá valor sim ao que realmente é necessário.

Companheiros – Sou filha única parte de mãe, tenho irmãos parte de pai. Quando ela ficou doente pensei que daria conta de tudo, às vezes nem tudo é possível a nós. Lógico que a sua responsabilidade não será menor se aceitar ajuda de amigos, de profissionais e da sua família. É necessário também dizer para saber filtrar “ajudas”. Policie nisso, principalmente as chamadas visitas traz morte. Nem sempre o paciente de câncer quer ouvir o tempo todo da doença dele, gente que chega aos prantos, que fica falando com você com o verbo do passado, o paciente pode está em fase terminal, mas ele tem vida, que deve ser respeitada.  Companhia é para ser boa, se não só atrapalha.

Afeto e amor – Cada paciente é uma história. O médico pode ter mil prontuários, que aquele paciente é seu parente, seu amigo, seu amor. Nem todos profissionais são assim, infelizmente, tem pessoas que são más, e farão delas também más profissionais e desumanas. O amor supera muito, a fé te faz respirar e o afeto é tudo que um paciente de câncer precisa, seja em qual fase estiver seu tratamento. Não vou mentir que o câncer é doloroso, às vezes dos mais cruéis, mas pessoas podem ser um tanto piores. Para Deus não há impossível, para nós muitas vezes é necessário um abraço, uma palavra, vale  muito.

Lógico que existem milhões de dicas, de alimentação, de como enfrentar as crises de náuseas, de itens que ajudam e muito no dia-a-dia, tem muitas coisas que se aprendem num período assim, mas preferi me ater nos cuidados de amor. Quem quiser pode deixar no comentário com email, que compartilho umas dicas, lógico que o profissional, o médico e um psicólogo da área ( da minha mãe era a doutora Arlene Castro, do Hospital Araújo Jorge, qual tenho carinho e respeito por tanto humanismo). O Site do INCA.

Olhando para trás não sei como suportei aqueles dias, mas bem sei em QUEM tenho crido, porque se não fosse Deus, não sei como seria. Seja qual for a sua luta, melhor é ter um grande General, se fortalecer e principalmente depois ter o melhor dela, no que gera a experiência. Um texto que é um encanto, para profissionais de saúde, cidadãos, pacientes com câncer ou não.

Não desperdice seu câncer – John Pipper

Prefiro agradecer a Deus por ter tido minha mãe do que lamentar por ela ter partido, Deus sabe o que faz e a vida vai além para quem crer e tem fé. Saudades a gente tem de coisas boas, como agradeço ter a tido como mãe.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s