O que você sabe sobre Facebook?

Imagem

Não é só um artigo falando sobre privacidade e redes sociais. Mas vai além, as redes sociais são mecanismos um tanto fantásticos, como não seria, uma ótima vitrine comercial, coloca espaço e tempo em proximidade, mas tem seus riscos. Acredito que toda ferramenta pode ser manuseada para o bem e para o mal, e cabe no seu uso, o cuidado de ser conhecê-la. Facebook, assim como Instagram, blogs, Twitter são importantes plataformas, que tem sido usado para vários fins, então é bom conhecer um pouco mais do que pode ser muito bom e péssimo também.

O que aconteceu no Brasil,, na minha opinião, formada com base em algumas vivências, teorias e textos que li por aí, é bem mais um movimento de repercussão do boom das redes sociais, do que político em si. Até porque nem uma revolta popular sem plataforma (que são propostas/fundamentos), liderança de movimento tem sentido, então deixa de ser. Tão certo que o Movimento Passe Livre que propôs as primeiras manifestações, e que tinha uma proposta a ser apresentada, saiu de cena das passeatas e conseguiu que a lei Passe Livre Estudantil entrasse em pauta, o mesmo foi da PEC 37, que já vinha se movimentando há alguns meses.

Os que estão ainda por status nas redes sociais vão ficar até quando isso ainda for motivo para boa foto, #fato. Não sou contra passeatas e movimentação, jamais, mas não sou à favor de nenhuma demagogia ou qualquer coisa feita sem sentido, ainda mais que pode ser um risco. Ameaçaram até a Constituição, uma Carta Magna, flor regada de sangue. Muito foi colocado, muito foi válido, será mais ainda, quando a consciência coletiva for realmente consciente, em busca do que é verdadeiro e também correto.

“A nova fonte de poder não é o dinheiro nas mãos de poucos, mas informação nas mãos de muitos.” John Naisbitt

Voltando a pergunta acima, a plataforma que você usa para compartilhar fotos, dados, trocar mensagens é mais poderosa que imagina. Não condeno o uso, a não ser para menores de idades, que acredito ser mais perigoso do que muitos pais imaginam. Se o teu alívio está nas configurações de privacidade, acredito que precisa saber um pouco mais de quem detém a informação, o poder. Então quero compartilhar dois textos de Max Shrems, (os links abaixo), fundador do Europe versus Facebook. E tire suas conclusões, sobre quanto dados suas redes sociais podem disponibilizar, por meio de contatos, atualizações, postagens e o uso dos recursos simples.

Seu rosto vira segredo comercial

FacebookXPrivacidade

Mais básico ainda a plataforma é capaz de direcionar QUALQUER pessoa a todos os seus dados.Mesmo com suas configurações totalmente fechadas,como endereços de IP que acessaram sua página, que você mesmo usou para entrar no Facebook ( desta forma que a justiça tem chegado rápido a FAKES e PÁGINAS CRIMINOSAS), além de informações úteis ao comércio, como seus gostos, contatos pessoais, suas falhas. Não mais do que cinco minutos muito pode se saber de muitos, não é só o uso, mas a falha de muitos usuários em andar por terrenos desconhecidos.

Ruim ou mal muito se conta por quem faz, sempre foi e sempre será.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s