Belê … belezurinha de mamãe!

Imagem

Bem legal estas comemorações e coisas boas da vida. Uma delícia, por exemplo, ligar para minha prima e dar feliz dias das mães para ela. O filho, um menino de 12 anos que está chegando em nossa família por adoção. Ainda não dá para compartilhar foto dele, mas compartilho que filhos podem sim e muito nascer do coração. Já falei sobre isso num artigo sobre adoção, com alguns casos que comprovam e muito isso.

Mas, às vezes, um adolescente ou uma criança, precisa de uma família substituta por um período. A guarda provisória ou mesmo uma ajuda, um mês, cinco meses ou alguns anos. Por mais que se invista num abrigo, ali nunca vai ser uma casa. Estes tipos de ações não pode ser vista como uma ação de “voluntariado e assistencialismo barato”. Não tenho intenção alguma de dizer que alguém faça isso como tivesse pagando dívida, sendo boazinha. Isto tem que partir do coração, há vários programas de auxílio deste tipo em juizados de menores espalhados em todo Brasil. Talvez não é possível adotar uma criança, que deve ser algo levado a sério, porque é para vida toda, mas será que não é possível abrigar uma criança, se quer ajudar um menor a se restabelecer no seio familiar? É possível sim, basta disposição e capacidade de amar.

O gatinho aí da foto não é bem destes casos, na verdade a mãe dele tinha 14 anos quando engravidou, com quase oito meses não tinha enxoval, estrutura, mal sabia como prosseguir. Foi preciso só mobilização de alguns corações para que o dele sentisse aquecido, seguro para continuar em frente. O seio familiar sempre será o melhor para uma criança, a não ser que haja risco, e às vezes é necessário só um tempo, uma ajudinha, para que um gatinho desse tenha muito motivos para sorrir. O cabelo dele é sim um espetáculo. “Que tem meu cabelo? ”

Imagem

Fiquei feliz mesmo foi um dos presentes do meu filho neste dia, filho adotivo, temporário, talvez foi, que importa papel nesta hora. E que importa idade, Wesley, maior e casado. Mãe é aquela que ora, que quer o melhor, que se emociona até com bombons, porque felicidades mesmo é ver eles muito bem. Não é mais garoto, mas ainda tem as minhas orações, já disse que amor supera todas estas coisas, até diferenças de idade, o amor cuida mesmo e fica feliz por demais vendo conquistas e progressos. Saber que a vida é surpreendente. Melhor mesmo, Deus nunca é pego de surpresa, mas surpreende. Em dias de homenagens, de filhos naturais, temporários, adotivos, de coração, espirituais, que vale é o presente que é a vida.

Imagem

Se sou uma defensora da adoção? Também, da família principalmente que acredito ser primordial para o desenvolvimento de um ser humano, cidadão. Acredito também que o amor tem suas formas, a adoção é uma delas, importante se informar, falar que é possível cuidar do próximo também, e que nem sempre ajuda significa necessariamente dinheiro, tem muito mesmo é de disposição. Amor mesmo, coração!

Se chocolate, bolsa, roupa e estas coisa que faz feliz, não só, é sorriso!

Sobre adoção e guarda provisória

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s