Autorretrato essencial do belo

Tem dias que tiramos para cuidar da beleza, limpeza de pele, corte de cabelo, hidratação, reforçar a loirice ( natural de maternidade), brilhos nas unhas e todas estas coisas de saúde e estética. Por que não pensar também na essência, na alma, nos pensamentos, fazer uma faxina no que não se usa, refletir o que se tem?

Se a vida fosse um copo vazio, talvez seria melhor encher com água limpa, aos poucos renovar isto, todo dia, não deixar esta fonte parada, aos poucos areia, sujeira, lodo e estas coisas podem acumular e fazendo esta troca é possível deixar as coisas mais limpas, o sorriso mais saudável, a vida mais leve, a consciência e a alma mais tranquila.

Cortar o cabelo, mudar o tom não vai resolver o problema, mas aparar as arestas do engano e da ilusão fortifica e traz novos frutos. O tom que precisa mudar é o do que essencial, deixar o que não floresce por coisas que verdadeiramente necessárias. Novos rumos começa da gente, de escolhas e posturas, principalmente de decisões que fazemos por nós, primeiramente.

Sabe o que é bonito? A essência de viver, feliz fazendo outros felizes. Porque não há maquiagem que esconde ilusões, tão pouco tapetes escondem mentiras para sempre.Ser essencial é conhecer a si, amar primeiramente, Deus, a si e ao próximo.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s