Mantas Práticas para bebê

Escrevendo este post, pensando numa grávida de 7 meses de São Paulo que está empenhada organizando o enxoval da sua bebê e as lembrancinhas do chá de bebê. Mas é para muitos que amam uma novidade para ajudar no dia-a-dia com os cuidados com o nenê. E uma das coisas que são essenciais em qualquer cotidiano dos pequenos é manta. Multiusos elas podem ser mais lindas e práticas.

Imagem

Cobrir o bebê com os cintos de segurança (que sempre devem ser usados, até com o pequeno em solo), é um pouco mais complicado. Então a ideia deste cobertor/manta é que ele além de ser de capuz, possui ainda aberturas para os cintos de segurança, se envolvendo por completo no nenê. Você vai precisar de 1 metro de flanela para parte exterior e 1 metro de flanela, proporções quadradas, para parte interior (quem quiser optar por outro tecido ou outros dois tecidos, fica opcional), linha, tesoura e máquina de costura.
Preciso juntar os tecidos, dobrar em quatro e traçar os cantos arredondados. Sempre junta frente com frente para se fazer traços e costuras. Quem preferir faça o molde no papel antes do corte no papel, para não ter erro. Depois de traçado, corte as peças. Se quiser, pode intercalar entre os tecidos, uma parte de manta acrílica, para deixar mais quente o cobertor. O segredo do uso da manta acrílica, que ela deve ser costurada sempre por todas as extremidades do tecido, para evitar que embole depois (dica importante para evitar transtornos). Para fazer o capuz (que também é opcional), basta dobrar depois o pano de forma diagonal, de forma que o extremo arredondado fique com uma linha, como se dividisse os dois meios círculos, nesta dobra faça uma costura e posteriormente na lateral, fazendo o formato do capuz. Finalize todo o cobertor com uma costura, fazendo acabamento na borda. Após isso, coloque a peça no bebê conforto e marque os pontos por onde vão se passar o cinto, costure na máquina em tornos das linhas onde traçou, depois corte e finalize com um viés ou costura.

Imagem

Para ter a tranquilidade de uma proteção para bebê, de forma prática e bonita. Pode ser variar o tecido, mas prefira o algodão, por ser mais fácil de trabalhar. E por ser específico, evita que a manta de cobrir fique em contato com o ambiente mais externo, que caia no chão ou fique muito próxima a outros objetos de muito contato público, como cadeiras, mesas e etc. O protetor protege de um sereno, de vento, de curiosos ( principalmente os menores das mãos infectantes ).
São dois tecidos: um tecido para parte exterior e um tecido para parte interior, uns 30 centímetros de velcro ( o acabamento também pode ser feito em botão) e um tecido de 15 cm por 90 cm tira de tecido para as alças que vão prender no bebê conforto.
Coloque os dois tecidos, sendo eles do mesmo tamanho, frente do tecido exterior com frente do tecido interior. O tamanho dos tecidos vai ser de acordo com as proporções do bebê conforto. O tamanho citado é do modelo da Graco. Até mesmo usando uma tigela, ou um utensílio arredondado trace em torno das bordas e retire o excesso para ter os cantos arredondados, fica mais higiênico porque protege, mas não fica com volume para fora do bebê conforto. Costure os tecidos, numa borda em torno de 3 a 4 centímetros, deixe um espaço pequeno para desvirar os tecidos e faça o acabamento.
Depois deste passo, coloque o tecido no assento do carro para ver onde vai colocar as alças, não podem ficar muito justas, devem ser feitas de uma maneira que o pano cubra o bebê conforto bem. A distância pode ser em torno de 10 cm de distância, mas pode variar. Serão estas as travas, para que a manta fique como uma tenda. Dobre os tecidos próprios para alças, fazendo as barrinhas, e coloque o velcro. Vai variar de acordo com o modelo de bebê conforto, o fecho também pode ser feito de botão. O certo que seja confortável tanto para o pequeno, quanto para os pais..

 Imagem

É um pano mais macio, até porque o tecido é mais leves, as rugas na superfície dão elasticidade, boa para ser usada nos bebês, inclusive aplicar o método swaddle, que enrolá-lo nos três primeiros meses de vida para trazer aconchego ao recém-nascido.Musselina de algodão (pano fralda)
Modo de fazer: Corte um quadrado 45 x 45 cm de tecido de tecido de gaze (42 × 42 ou menos funciona bem também). A opção básica é fazer uma borda, mais grossa ou fina, para evitar que o pano desfia. Podem ser feitos também customização. Normalmente é um tecido branco, que pode ser tingido (com isso use produtos específicos para tecido de roupas para bebê, com o cuidado para não dá alergia no pequeno e nem correr o risco de desbotamento).

Imagem

Love Snuggle Blanket da Mamas& Papas. Este modelo de manta bem prática é da marca inglesa. É uma manta feita toda em algodão, num tecido estampado, patchwork, que se fecha com fitas para laço, que pode ser aberta para ser um edredom ou mesmo uma manta para deitar o pequeno, até mesmo ser um trocador improvisado. Tem um vídeo tutorial de um modelo parecido, que pode servir de inspiração.

Manta Prática para bebê

Imagem

Primeiro tenha em mente as proporções que você vai querer da sua manta. A partir da largura e comprimento, escolha os tecidos, prefira os de algodão, como forro eles podem ter tecido liso de algodão, ou um outro tipo de tecido como o piquet (prefira o próprio para manta de bebê, mais suave para pele dos pequenos). O efeito que você quer dar na manta, vai depender da forma que você vai colocar os retalhos e as cores deles, que podem variar de acordo com a sua preferência. O acabamento do material depende da sua escolha, o certo que ele seja feito com costura, com viés e mesmo com o uso de outro tecido. Se for usar manta acrílica não esqueça de costurar por todas as extremidades para que fique firme e não se mova entre o forro e o tecido formado pelos quilts. A manta quilt ou patchwork é um dos trabalhos preferidos de mães,tias e avós que gostam de presentear os pequenos com uma horinhas gostosas de costurinha para fazer uma peça única. É um ócio criativo muito bom, sem falar na boa lembrança, que fica para sempre.